Tenha um estilo de vida aliado da fertilidade

dezembro 21, 2017
admin

e3b3dbaba643414364162456bc341c40895e8fbb

Se você pretende ser mãe ou pai e é daquele tipo que se exercita com regularidade, controla o peso, costuma sempre que possível estar ao ar livre, não fuma e não convive com fumantes; bebe moderadamente e, de preferência, foge dos destilados e prefere um bom vinho tinto; tem uma alimentação equilibrada e está com os exames em dia, está de parabéns! E isso significa que tem significativas chances de ter um filho. Mas, se três ou mais afirmativas não condizem com seu estilo de vida, é melhor atentar-se.

Hábitos pouco ou nada saudáveis interferem mais nas taxas de fertilidade do casal do que a genética. Confira a ação no organismo causada por alguns fatores de risco:

Obesidade

O excesso de gorduras funciona como um sistema endócrino à parte. Nas mulheres o peso extra pode estar associado a problemas como disfunção menstrual, diminuição da fertilidade, aumento dos riscos de aborto espontâneo e complicações obstétricas e neonatais. Já nos homens, pode haver alterações na produção de espermatozoides, o que pode afetar a fertilidade.

Álcool

Homens que consomem álcool em excesso estão sujeitos à diminuição da qualidade do sêmen e à impotência sexual. No entanto, o consumo moderado ainda causa divergências entre os especialistas, mas recomenda-se a suspensão do uso em casos de tratamento ligados à fertilidade e à reprodução humana.

Tabagismo

O tabaco pode influenciar negativamente a fertilidade tanto do homem quanto da mulher. O tabagismo tem efeitos graves e nocivos durante o desenvolvimento fetal. Além disso, estudos apontam que mulheres fumantes têm uma taxa de fertilidade menor. Os males se estendem também aos fumantes passivos.

Drogas, como maconha e cocaína

A maconha pode prejudicar a fertilidade de homens e mulheres porque sua ação inibe a secreção do GNRH, hormônio liberado pelo cérebro e que está relacionado com a função reprodutora. Já a cocaína pode prejudicar a formação do espermatozoide nos homens e causar doença tubária nas mulheres.

Cafeína

O consumo excessivo de chás, café ou energéticos com alta concentração de cafeína podem causar aborto espontâneo e atrasos na concepção.

Poluentes e fatores ambientais

Há determinadas substâncias as quais se deve evitar o contato. Entre as mais comuns estão os solventes à base de petróleo, herbicidas e fungicidas e exposição excessiva ao calor ou metais pesados podem causar anormalidades nos espermatozoides.

Ou seja, quer ter filhos, mude já seu estilo de vida!

Comentários

comentário(s)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *