Sucesso de tratamento na fertilização é gestação saudável e não gestação múltipla

novembro 07, 2018
admin

tratamento-oncologio-vs-fertilidade

A melhor maneira de avaliar o êxito de um tratamento de fertilização é saber que a paciente engravidou. E não de gêmeos. Isso porque a gravidez de gêmeos, trigêmeos ou mais não necessariamente deve ser considerada um sucesso, pois as condições de casos como esse são muito desfavoráveis e envolvem riscos como a prematuridade – já que os bebês geralmente nascem antes do tempo – e, consequentemente, precisam ir para a UTI e haver complicações.

Além disso, em gestações múltiplas há maior incidência de todas as doenças comuns à gravidez: diabetes, hipertensão, eclampsia, o que significa risco para a saúde dos fetos e da mãe.

Por tudo isso, é preciso dizer que a incidência de gestação múltipla precisa diminuir. Apesar de os médicos atualmente tratarem mulheres com idade mais avançada, motivo pelo qual o Conselho Federal de Medicina dá permissão para o médico transferir mais embriões, médico e paciente precisam ter a consciência de que a gestação múltipla apresenta riscos. Assim, o ideal é que a paciente faça mais tentativas para conseguir uma gestação única. Atualmente, transferir muitos embriões para a mulher chega quase a ser inadmissível. Fora do Brasil, na Europa e EUA, a transferência de um único embrião a cada tentativa já tem sido a rotina. Só após a insucessos de tratamentos anteriores é que se pensa em transferir-se mais embriões.

O limite varia de acordo com a idade, porque o auge de fertilidade da mulher se dá até aos 35 anos. Depois disso, começam a cair suas chances de engravidar. A decisão médica de transferir mais de um embrião, portanto, se dá com o objetivo de aumentar as chances de sucesso nos procedimentos. No entanto, no Brasil, o Conselho Federal de Medicina determina um limite para o número de embriões a ser transferido: até 35 anos a mulher deve receber até dois embriões, dos 36 aos 39 anos, 3 e dos 40 anos em diante, até 4 embriões.

No futuro, espera-se que a prática da transferência de apenas um embrião cresça, e as gestações múltiplas oriundas de FIV seja cada vez menos frequentes.

– – – – –

O que é ter sucesso no tratamento de fertilização?

A melhor maneira de avaliar o êxito de um tratamento de fertilização é saber que a paciente engravidou – de preferencia por gestação de um único bebê.

Comentários

comentário(s)