Quer engravidar? Use a tabelinha!

maio 11, 2017
admin

1-Quer engravidar Use a tabelinha_site

Considerada uma das formas contraceptivas mais simples e antigas, amada por uns e odiada por outros, a tabelinha vem ganhando um novo status nos últimos tempos: o de ferramenta auxiliar na busca por uma gravidez. No entanto, este método apresenta um grau de eficácia maior para mulheres que possuem um ciclo menstrual regular. Isto porque somente assim é possível calcular, com relativa exatidão, os dias mais férteis e indicados para engravidar.

Basta anotar em um calendário os dias da menstruação e, a partir daí, fazer as contas.

Ciclo menstrual de 28 dias

Marque o primeiro dia de menstruação no calendário e conte 14 dias. Ou seja: se menstruou no primeiro dia do mês, por exemplo, o dia fértil será no dia 14. Mas, há fatores externos, como alterações hormonais, estresse, entre outros, deve-se considerar ter relações dois dias antes e dois depois da considerada data fértil, totalizando cinco dias. Isso é o chamamos de “período fértil”. Sendo assim, as datas mais prováveis para engravidar são entre o dia 12 e 16.

Vale ressaltar que as relações sexuais nos dias anteriores à ovulação têm maior chance de gravidez do que os dias posteriores.

Ciclo menstrual variável

Mas, caso não saiba qual a duração correta do ciclo, ou se este variar de mês para mês, o ideal é fazer um acompanhamento usando o calendário durante três meses e, assim, fazer uma média e subtrair 14 deste número.

Por exemplo: se em um mês a duração foi de 28 dias, em outro, 29 e, no terceiro, 30; a média será 29 e a data provável da ovulação será no 15º dia. É importante salientar que também pode haver variações e que as relações deverão acontecer entre o 13º e 17º dia. Uma boa notícia é que há aplicativos para celular que auxiliam nestes cálculos.

Não deixe a ansiedade tomar conta

Em geral, o desejo de engravidar é capaz de gerar uma grande ansiedade tanto na mulher quanto em seu companheiro. Porém, é muito importante entender que este sentimento pode atrapalhar.

Mas, o que a ansiedade tem a ver com o período fértil? A resposta é: “muita coisa”. Já escrevi sobre isso.

Veja aqui (https://www.fertilivita.com.br/como-administrar-a-ansiedade-de-toda-a-familia-em-torno-do-processo-de-fertilizacao/)

O ciclo menstrual é regulado pelo hipotálamo, região do cérebro que envia informações para a glândula hipófise, que atua na ovulação. Mas, poucos sabem que o hipotálamo também atua em conjunto com o sistema límbico, que é onde nascem e são controladas as emoções. Sendo assim, emoções desreguladas, como o nervosismo e ansiedade em relação à gravidez, alteram a ovulação e, consequentemente, as chances de uma gravidez.

Nestes casos, o melhor a fazer é conversar com seu ginecologista e, sobretudo, não se cobrar ou ao parceiro caso as tentativas não estejam dando certo. Mais que isso: não faça do sexo, do momento de prazer, amor e intimidade com o parceiro, um ato mecânico na busca por um filho. Lembre-se que o melhor da viagem é, sem dúvida o trajeto.

Comentários

comentário(s)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *