Por que devo continuar tentando engravidar?

 

Seja por questões profissionais, pessoais ou do próprio organismo, muitos casais podem abandonar as tentativas de gravidez. Contudo, há uma série de fatores que explicam o porquê você deve continuar tentando engravidar, principalmente para aquelas que estão perto de desistir da ideia.

Pode-se chegar a um momento que gerar um filho parece inviável. Em outras, os métodos parecem não ter efeito. Neste artigo, iremos abordar exatamente isso: porque você deve continuar tentando engravidar, mostrando as vantagens e os motivos para tomar essa decisão que pode mudar sua vida.

Dados sobre a tentativa
Grande parte das mulheres pode desistir do sonho de ser mãe – ou de ter outros filhos – por não conseguir engravidar mesmo após inúmeras tentativas. O problema aqui, reside mais na probabilidade que em alguma dificuldade: estudos apontam que a taxa de sucesso média de gravidez de mulheres é de 20% em um mês.

Ou seja: como o ciclo fértil é relativamente curto – com um padrão de três a cinco dias dentro de um período mensal – quatro a cada cinco tentativas podem não obter êxito. Ainda, em determinadas situações, esse percentual pode aumentar, o que explica porque alguns casais esperam períodos longos, superiores a um ano.

Além disso, 40% dos problemas quando a tentativa não têm sucesso, são de ordem da mulher – mesma porcentagem dos homens. Em 20% dos casos, o problema é de ambos. Nessas situações, não se deve parar as tentativas, mas procurar ajuda especializada de médicos e instituições referenciadas na fertilização.

A gravidez traz vantagens à mulher
Outro motivo que faz as pessoas desistirem da ideia é o medo da mudança – seja neural, comportamental ou física. Em todas as situações realmente há a mudança, mas nas duas primeiras a mulher passa a ter mais ‘recursos’ que anteriormente – tudo devido às alterações hormonais e psicológicas.

Esse fator é amplamente comprovado por estudos, principalmente voltados a área do comportamento: organização, empatia, proatividade e vários outros benefícios vêm com a gravidez. Não à toa, muitas mulheres com carreiras de sucesso tiveram seu ápice logo após ter os filhos – pois, passaram a ‘enxergar’ o mundo de outra maneira.

O maior receio, todavia, é em relação ao aspecto físico. Aqui, há uma parcela considerável de mulheres que optam por não engravidar pelas alterações no corpo. A ciência já provou: a autoestima melhora (lembre-se do que citamos acima), além da maior parte das mulheres recuperarem, em pouco menos de um semestre, a forma idêntica ou similar que detinham antes da gravidez.

A ciência ao seu lado
Por fim, há ainda outro motivo que mostra o porquê você deve continuar tentando engravidar: a ciência joga ao seu favor. Com técnicas cada vez mais modernas e os estudos que citamos aqui – além de vários outros – torna-se mais fácil ter uma gravidez de excelência.

Além disso, tratamentos com especialistas em fertilidade e acompanhamentos, como o planejamento familiar, podem ajudar quem deseja assumir esse desafio – e indicar o melhor caminho, além de trazer ótimos benefícios para a vida e saúde das futuras mamães.

Quer saber mais? O nosso blog conta com dicas exclusivas como essa. Não deixe de conhecer nossos serviços acessando o site da Fertilivita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Ciclo menstrual desregulado: como isso pode afetar sua fertilidade?
Próximo post
Idade e fertilidade: entenda a relação entre elas para homens e mulheres
Menu