Desejo de ser mãe: quando devo procurar ajuda para engravidar?

A decisão de gerar o próprio filho é um passo importante, que envolve aspectos físicos, psicológicos e emocionais. Para as mulheres, especialmente, realizar o desejo de engravidar marca o início de uma nova fase da vida: ser mãe.

Para concretizar este sonho, um dos primeiros passos é interromper o uso de métodos anticoncepcionais e manter relações sexuais regulares. Durante este período, existe um tempo normal de espera para a concretização da gravidez.

Para 80% dos casais, o período de espera para o que o exame de gravidez seja positivo é de um ano. Após este período, é recomendado que o casal procure a ajuda de um especialista.

Não conseguir engravidar é sinal de infertilidade?

Um casal é considerado infértil quando mantém relações sexuais com frequência, de 2 a 4 vezes por semana, sem utilização de métodos contraceptivos, e que após um ano de tentativas não consegue engravidar.

No caso das mulheres, com idade acima de 35 anos, o período de espera para procurar ajuda médica é de seis meses. Neste caso, a idade deve ser observada por ser um dos motivos que afetam a probabilidade de engravidar.

Isso se justifica pelo fato de o período de auge da fertilidade feminina estar entre os 18 e 20 anos. Já aos 35 anos, as condições para a concepção diminuem para 70%, e chegam à taxa de 10% aos 40 anos.

No entanto, a infertilidade é cada vez mais recorrente em nossa sociedade e afeta aproximadamente 20% dos casais em idade reprodutiva, de acordo com especialistas em Reprodução Humana.

Quais as causas da infertilidade?

A taxa de infertilidade causada por fatores femininos é de 40%, o mesmo índice também é associado aos fatores masculinos. As causas mistas correspondem a 10%, o mesmo valor dos casos de Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA).

Assim, é importante destacar que os motivos da infertilidade podem ser do casal, ou seja, não é exclusivo da mulher ou do homem. Por isso, os dois devem realizar o diagnóstico médico.

A dificuldade para engravidar pode estar associada a diversas causas, como:

  • Endometriose;
  • Produção inadequada de esperma;
  • Varicocele;
  • Obesidade;
  • Estresse.

Por isso, a recomendação é que se procure um profissional especializado.

Quais os exames indicados?

Para o diagnóstico de infertilidade, o casal deve realizar um conjunto de exames, conhecidos como pesquisa básica. Geralmente os exames solicitados pelo médico são:

  • Espermograma;
  • Ultrassonografia pélvica e transvaginal;
  • Histerossalpingografia;
  • Exames de sangue e hormonais;
  • Pesquisa de doenças infecciosas.

Além disso, exames mais detalhados podem ser solicitados pelo médico, de acordo com o histórico e necessidades de cada paciente.

Como concretizar o desejo de ser mãe em casos de infertilidade?

Caso seja confirmado o diagnóstico de infertilidade, os pacientes não devem se desesperar e desistir de engravidar. Pois, a possibilidade de concepção de um bebê não está excluída.

Os avanços médicos na área já possibilitam tratamentos clínicos e cirúrgicos, para diferentes graus de complexidade de infertilidade.

As opções para alcançar o desejo da maternidade são diversas, como: a Fertilização in vitro (FIV), a Indução da Ovulação, a Inseminação Intra-Uterina (ITU), a Injeção Intracitoplasmática de Espermatazoide (ICS), entre outras.

A procura por esses procedimentos vem aumentando cada vez mais no Brasil. Desta forma, as pacientes interessadas devem procurar especialistas e realizar os procedimentos em clínicas de reprodução qualificadas.

Para saber mais sobre o tema e as possibilidades de tratamento, visite o site da Fertilivita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Post anterior
Você já ouviu falar sobre infertilidade conjugal? 4 coisas que você deve saber!
Próximo post
Ciclo menstrual desregulado: como isso pode afetar sua fertilidade?
Menu