Como escolher uma clínica de reprodução humana?

outubro 31, 2018
admin

onde-encontrar-inseminacao-artificial-humana

Uma das grandes dificuldades na hora de escolher uma clínica de fertilização é que a reprodução humana ainda não é uma especialidade da Medicina, mas sim uma área de atuação. As especialidades médicas podem ser registradas no Conselho Regional de Medicina, o que não acontece com as áreas de atuação. Com isso, uma pessoa que queira buscar pelo nome de um profissional da área de reprodução no Conselho, não vai encontrar. Nessa hora o casal deve ser criterioso na busca por informações confiáveis. Abaixo você confere algumas dicas que vão lhe ajudar a fazer uma escolha mais segura:

– Busque referências. Indicações de casais que já passaram pelo procedimento e tenham tido sucesso na gravidez com a clínica que você está cogitando procurar é um bom começo.

– Procure na internet informações, de fontes confiáveis, sobre a clínica e os médicos que fazem parte dela. Verifique ainda a clínica junto aos órgãos fiscalizadores (Anvisa e Vigilância Sanitária).

– Veja no site da clínica o CRM dos médicos. Desse modo, você poderá se certificar, no site do Conselho Regional de Medicina, se o médico possui ou não alguma especialidade. É importante tem idéia da formação médica.

– Saiba quais os procedimentos oferecidos pela clínica.

– Escolha locais que usem métodos com resultados de eficácia já estabelecidos.

– Escolha uma clínica que tenha um bom resultado de gravidez com baixa incidência de gestação múltipla. Isso é fundamental !

– Saiba o que está incluso no valor do procedimento (a clínica deve declarar isso por escrito).

– Desconfie de valores muito menores do que os praticados no mercado.

– Visite a clínica, passe em consulta, conheça suas instalações e profissionais antes da decisão.

– Veja se a clínica oferece apoio psicológico: as tentativas de engravidar geralmente são emocionalmente exaustivas para os casais e vocês podem precisar de apoio frente ao turbilhão de emoções, que envolve expectativas, frustrações e ansiedade, levando-se também em conta os altos custos do procedimento.

Comentários

comentário(s)