Cirurgias reprodutivas podem ajudar a eliminar problemas de infertilidade

outubro 28, 2016
admin

Para muitos, a ideia de se submeter a uma cirurgia pode causar arrepios. No entanto, quando a realização de um procedimento envolve a possibilidade de corrigir problemas que impeçam a realização do sonho de ter um filho, a coisa pode mudar de figura. Estas são as chamadas cirurgias reprodutivas que visam a preservação e/ou correção de questões que envolvem a fertilidade de mulheres e homens. Estão nesta lista endometriose, miomas uterinos, aderências pélvicas, cistos ovarianos, pólipos endometriais, varicocele e malformações anatômicas congênitas ou adquiridas.

A boa notícia é que, com a evolução tecnológica, as cirurgias podem ser realizadas de forma minimamente invasiva, por via vídeo-endoscópica, com um procedimento adequado para cada caso. Os procedimentos mais comuns são vídeo-laparoscopia e histeroscopia.

Vídeo-laparoscopia – Neste procedimento, é feita uma pequena incisão logo abaixo do umbigo, em que é inserida uma câmera para permitir a visualização dos órgãos da pelve. Também são feitas pequenas incisões adicionais para a colocação de instrumentos para remover e/ou cauterizar os focos da doença.

É o procedimento mais indicado em casos de endometriose, cistos de ovário, tumores benignos de ovário e doenças da trompa, numa tentativa de preservar ou corrigir a fertilidade da mulher, além, é claro, de evitar que o quadro evolua para algo ainda mais sério.

Cirurgias intrauterinas – Já para as mulheres que sofrem com miomas, aderências, pólipos (“carnes esponjosas que se formam no interior do útero), septos e outras malformações uterinas, o tipo de cirurgia mais indicado é a histeroscopia, que é um procedimento endoscópico realizado via colo uterino.

A retirada das malformações é fundamental já que sua ocorrência pode levar à dificuldade de engravidar ou à perda de repetição, já que o saco gestacional não consegue se adaptar de forma adequada ao formato do útero. Tais problemas são descobertos somente por meio de exames de imagens, como o ultrassom transvaginal, especialmente o tridimensional, já usado na Fertilivitá, além da ressonância nuclear magnética.

Os homens também têm vez quando o assunto são as cirurgias reprodutivas. No entanto, no caso deles, são mais restritas, sendo os procedimentos recomendados em casos de varicocele, que são veias varicosas no escroto que podem causar infertilidade e também a reversão da vasectomia.

Comentários

comentário(s)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *