Chega ao Brasil novo medicamento para fertilidade da mulher

agosto 21, 2018
admin

ultrassom-como-funciona-1

Um novo remédio com foco na fertilidade humana chegou recentemente ao Brasil, o Rekovelle, responsável por estimular a ovulação. Ele contém a substância deltafolitropina, que trata-se do hormônio FSH, produzido em laboratório, para estimular os ovários a produzirem óvulos em mulheres que estão em fase de tratamento para engravidar. Os óvulos produzidos a partir do uso do medicamento, disponível em solução injetável, serão colhidos em laboratório para que sejam fertilizados, e posteriormente, reimplantados no útero da mulher.

Um dos pontos altos do medicamento é o conceito de tratamento individualizado, em que as mulheres que passam pelo processo de FIV recebem uma dose baseada no peso da paciente e uma dosagem do hormônio anti-mulleriano realizado previamente.

De acordo com o laboratório fabricante, a Ferring, o objetivo do tratamento é obter uma resposta ovariana com perfis de segurança e eficácia favoráveis, já que a dosagem ideal evita, por exemplo, efeitos colaterais por conta do uso do hormônio em excesso. Além disso, os medicamentos semelhantes produzidos até então usavam a tecnologia recombinante para produzir um hormônio idêntico ao produzido pelo ser humano. Já o medicamento, é o primeiro FSH recombinante oriundo de células humanas.

A Ferring destaca que o medicamento deve ser prescrito apenas para mulheres que já estão em tratamento e por médicos completamente familiarizados com problema de infertilidade e seu gerenciamento.

A aprovação do Rekovelle pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ocorreu recentemente. O medicamento já está aprovado em 34 países e disponível em 11 ao redor do mundo. Sua concepção foi baseada em dados de um abrangente estudo clínico de Fase 3, o ESTHER (Ensaio de Estimulação Baseado em Evidências com FSH recombinante humano na Europa e Resto do Mundo), com o envolvimento de pacientes em 11 países, inclusive o Brasil, e mais de 2 mil ciclos de estimulação controlada, também conhecida como estimulação ovariana controlada (EOC).

Comentários

comentário(s)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *