Ultrassom morfológico 4D tira dúvidas importantes sobre o desenvolvimento do bebê

dezembro 29, 2016
admin
Ultrassom morfológico 4D tira dúvidas importantes sobre o desenvolvimento do bebê

Saber se o bebê está crescendo de forma saudável é uma das maiores preocupações de todo futuro papai e mamãe. Para eliminar dúvidas e tranquilizar as famílias, o ultrassom morfológico 4D é a melhor solução. Ele pode ser feito em dois períodos distintos na gestação:

- Entre 11 e 14 semanas: este exame tem a finalidade de procurar sinais no bebe que possam estar correlacionados com síndromes cromossômicas, (como as síndromes de Down, Edwards e síndrome de Turner por exemplo) e para identificação de malformações fetais maiores (como anencefalia por exemplo). Nesta fase ainda não é possível avaliar toda a anatomia do bebe. São procurados marcadores fetais associados a estas doenças cromossômicas:

- Osso nasal: sua ausência ou hipoplasia é uma característica associada a síndrome de Down

- Translucência nucal (TN): corresponde ao acúmulo de líquido na região da nuca do bebe. O aumento da TN pode estar associado a síndromes cromossômicas e doenças cardíacas do bebe.

- Doppler do ducto venoso: mede a onda de fluxo sanguíneo desse vaso sanguíneo e sua anormalidade pode ser um indicativo de doença cardíaca fetal.

- Entre 20 e 26 semanas: tem a finalidade do estudo detalhado da anatomia do bebê e do estudo das velocidades de fluxo sanguíneo nos principais vasos sanguíneos do feto. Assim podemos pesquisar sinais indicativos de síndromes cromossômicas e também verificar a anatomia fetal completa, descartando também defeitos congênitos do bebe que não estão associados a síndromes.

O US morfológico é indicado a todas as gestantes sem exceção, e deve ser realizado nos períodos indicados para que o exame seja feito no período favorável para realização.

Além do que já foi explicado anteriormente, é possível estudar o funcionamento do coração e suas quatro câmaras: se elas têm o mesmo tamanho e se as válvulas abrem e fecham conforme cada batida, já que é possível ver as quatro câmaras do coração e as principais veias e artérias do coração. Outros órgãos examinados são o estômago, os rins e se a urina está indo corretamente para a bexiga.

O recurso do 4D vem acrescentar ao US convencional melhorando a acurácia do exame, pois permite avaliar as estruturas do bebe em cortes semelhantes a uma ressonância magnética.

Surpresas – Talvez a maior curiosidade dos pais de um bebê ainda em gestação é saber se a criança que vai nascer é menino ou menina. E esta descoberta também pode ser feita com a ajuda do ultrassom morfológico, desde que o habitante do bebe “colabore”.

Mas, há casos em que a surpresa para os pais não para por aí. Dependendo da modernidade do equipamento, é possível ir além daquelas imagens borradas em que mal se distingue uma coisa da outra e tirar uma foto em alta definição do rostinho do bebê. Assim, antes mesmo de vir ao mundo, já é possível saber com quem a criança vai se parecer. Este é o caso do ultrassom 4D HD Live, que oferece uma imagem perfeita e que já está disponível na Fertilivitá.

A boa notícia é que se os exames de ultrassom estiverem normais, há grandes chances de que o bebê esteja bem e você, futura mamãe, pode respirar aliviada. No mais, é aguardar para ver a carinha do seu bebê, desta vez, ao vivo.

Comentários

comentário(s)

Related Posts

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>