Gravidez e nascimentos múltiplos: compreendendo os riscos para mães e bebês

junho 18, 2018
admin

shutterstock_275066126

Com este texto desejo ajudar famílias a terem bebês saudáveis. Aliás, é para isso que a Clínica Fertilivitá existe. Pesquisas mostram que mulheres com gêmeos e trigêmeos correm maior risco de complicações do que mulheres com apenas um bebê. Os riscos aumentam com cada feto adicional no útero e podem causar pressão alta, também conhecida como pré-eclâmpsia ou toxemia. Isso pode levar ao nascimento prematuro e a uma variedade de outras complicações de saúde.

O diabetes gestacional, ou alto nível de açúcar no sangue, também é mais comum em gestações múltiplas. Você pode ter mais probabilidade de sentir náuseas e vômitos no início da gravidez. Problemas relacionados à placenta são mais comuns.

Para os bebês, um fato comum é o nascimento prematuro, o que acarreta baixo peso ao nascer e maiores riscos de inerentes a este fato, sobretudo com potencial impacto negativo no desenvolvimento cognitivo e neurológico das crianças dependendo do grau de prematuridade a que foram submetidas.

Se você toma medicamentos para fertilidade para conceber ou transferir mais de um embrião, pode ter uma chance maior de conceber uma gravidez múltipla. O risco varia dependendo do tipo de medicação em uso e de sua idade. Em geral, mulheres com menos de 38 anos têm mais probabilidade de ter gêmeos.

Pesquisas sugerem que a transferência única de embriões pode ajudar a evitar gravidezes múltiplas. Se você tem menos de 38 anos, a melhor chance de ter um bebê sem aumentar o risco de gêmeos é transferir um embrião fresco em um primeiro ciclo e, se necessário, seguido de um embrião em um ciclo congelado.

O bom disso tudo é: os riscos são controlados e, com o comprometimento do casal, tudo fica mais fácil para a mulher. Antes, durante e depois da gravidez, quando começa a melhor parte !

Fonte: Society for Assisted Reproductive Technology

https://www.sart.org/patients/fyi-videos/multiple-pregnancy-and-multiple-births-understanding-the-risks-for-mothers-and-babies/

Comentários

comentário(s)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>