Entenda o que é a endometriose

outubro 28, 2016
admin
endometriose

Todos os meses, o corpo da mulher vive a expectativa de uma gravidez e se prepara para isto. Parte desta preparação está no espessamento da parede interna do útero, também conhecida como endométrio. Quando não ocorre a fecundação do óvulo, todo aquele tecido que estava ali se desprende e é expelido. Esta é a menstruação.

Há casos em que parte do sangue deste tecido – por motivos ainda desconhecidos –começa a crescer em outros órgãos, como ovários, intestinos e bexiga e passa a responder a estímulos hormonais levando à inflamação, aderência das paredes e formação de cistos. Esta é a endometriose, doença que afeta cerca de seis milhões de brasileiras desde a adolescência.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva, com idades que variam de 13 a 45 anos podem desenvolvê-la. 30% têm chances de ficarem estéreis. Além disso, sabe-se que mulheres com mãe ou irmã com o problema têm grandes chances de desenvolvê-lo.

Sintomas e tratamento

Os principais sintomas são dor incapacitante ao menstruar e infertilidade. Há mulheres que apresentam ambos ou apenas um deles. Entre os mais comuns também estão dor pré-menstrual progressiva e constante em todos os períodos, dor durante as relações sexuais e dor difusa ou crônica na região pélvica que pode, algumas vezes irradiar para a perna.  

Até o momento não foi encontrada cura permanente para a doença e os tratamentos visam aliviar a dor e amenizar os outros sintomas.

A boa notícia é que, mesmo com o problema, ainda é possível ter filhos via fertilização in vitro.

Assim, é possível tratar o problema de forma cirúrgica e com medicamentos e cabe ao ginecologista avaliar o caso e recomendar o tratamento mais indicado. Dependendo da situação, é possível, ainda, que os tratamentos sejam realizados concomitantemente.

No caso de cirurgias, os focos são removidos por laparoscopia. Já quando o caso requerer apenas o tratamento com medicamentos, o mercado apresenta uma gama como analgésicos, anti-inflamatórios e tratamentos hormonais que podem bloquear a menstruação.

Comentários

comentário(s)

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>