Adiar a gravidez pode ser uma das causas da endometriose

abril 10, 2015
admin
pregnant-lady

O desejo de ser mãe mais tarde pode estar entre as causas da aquisição da doença

A endometriose se caracteriza pela presença de um tecido que se parece com o endométrio (tecido que reveste o útero) em órgãos como as trompas, ovários, intestino e bexiga. No Brasil, segundo estatísticas do IBGE, cerca de cinco milhões de mulheres em idade reprodutiva sofrem com a doença. A medicina ainda não entrou em consenso sobre as causas da enfermidade, alguns apontam para a herança genética, enquanto outros sugerem uma relação com o sistema imunológico. O raciocínio mais aceito é que durante o ciclo menstrual os refluxos dos tecidos do endométrio em vez de serem eliminados por completo acabam se instalando nos órgãos pélvicos.

Porém recentemente os especialistas vêm apontando uma característica comportamental que também pode influenciar na aquisição da doença: o prolongamento no desejo de ser mãe.

De acordo com esses especialistas a gravidez tardia ocasiona o aumento no número de menstruações, o que acaba provocando, por consequência, probabilidade maior do surgimento da endometriose. Isso acontece porque o endométrio – a camada interna do útero – é renovado a cada ciclo menstrual e embora esteja localizada na parte externa do útero a endometriose é suscetível à ação dos hormônios.

O importante é ficar atento a manifestação dos sintomas. As cólicas e dores durante a relação sexual estão entre os principais.  Também a queixa de dor abdominal durante uma apalpação, a suspeita de massa perto dos ovários ou por trás do útero são orientadores do diagnóstico, que deve ser referendado por meio de um exame ultrassom.

Procurar um médico com regularidade e, principalmente, aos primeiros sinais da doença para que ele possa indicar o melhor tratamento é a primeira e mais importante orientação. De uma maneira geral o tratamento inclui medicações em alguns casos, o processo cirúrgico denominado laparoscopia, cujo objetivo é aliviar as fortes dores, impedir a evolução da doença e tentar restabelecer a fertilidade. Contudo, o método mais indicado dependerá de vários fatores, entre os quais a extensão da doença, assim como da idade da paciente e de seus planos reprodutivos.

Não existe uma forma direta para a prevenção da endometriose, mas alguns estudos recentes dão conta que algumas medidas secundárias, como o uso de pílulas anticoncepcionais e não adiamento da gravidez pode diminuir a propensão à doença. Sem se esquecer, lógico, que a descoberta precoce diminui as chances de complicações e infertilidade.

Comentários

comentário(s)

Related Posts

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>